Kategoriler

Arcelina Vieira Kategoriler

Tarih 14 Oca 2018 Kategori: Arcelina Vieira

O QUE DOI NUM

O QUE DOI NUM CORAÇÃO. NÃO É
A DOR DA FERIDA ABERTA .
E DESCOBRIR QUE A MÃO AMADA CORTOU .
NÃO É SENTIR QUE NÃO SE

Tarih 14 Oca 2018 Kategori: Arcelina Vieira

PERGUNTEI À SOLIDÃO

PERGUNTEI À SOLIDÃO . PORQUE
ANDAVA TRISTE .. ELA NÃO ME
RESPONDEU . PERGUNTEI . A LUZ
PORQUE ELA ESTAVA SEMPRE

Tarih 1 May 2016 Kategori: Arcelina Vieira

A Mamãe

não me bota mais no colo,
não bota mais,
não me embala mais o sono,
não embala mais,

Tarih 12 Ara 2015 Kategori: Arcelina Vieira

MENDIGA

Na vida nada tenho e nada sou !
Eu ando a mendigar pelas estradas !
No silêncio das noites estrelas !
Caminhando , sem saber para onde vou

Tarih 12 Ara 2015 Kategori: Arcelina Vieira

RUSTICA

Ser a moça mais linda do povo
Pisar , sempre contente , o mesmo trilho
Ver descer sobre o ninho aconchegado !
A benção do Senhor em cada filho

Tarih 30 Kas 2015 Kategori: Arcelina Vieira

Que Passem

Que Passem  Que passem os minutos, dias e anos… Todas as estações do tempo!  Que eu viva, qual tolo, todas as ilusões pueris de sentimento… Amar-te-ei, em todas as épocas, em todo momento Que passem as águas por muitas pontes e que debruce a saudade por muitas serras e montes, amar-te-ei,  como se fosse a […]

Tarih 21 Kas 2015 Kategori: Arcelina Vieira

ESQUECIMENTO

Esse de quem eu era e que era meu !
Que foi um sonho e foi realidade !
Que me vestiu a alma de saudade !
Para sempre de mim desapareceu !

Tarih 21 Kas 2015 Kategori: Arcelina Vieira

VAO ORGULHO

Neste mundo vaidoso o amor é nada !
E um orgulho a mais , outra vaidade ,!
A coroa de loiros desfolhadas !
Com que se espera a Imortalidade !

Tarih 14 Kas 2015 Kategori: Arcelina Vieira

SE TU ME VIESSES VER-ME

Se tu viesses ver-me hoje à tardinha !
A essa hora dos màgicos cansaços !!
Quando a noite de manso se avizinha !
E me prenderes toda nos teus braços

Tarih 11 Kas 2015 Kategori: Arcelina Vieira

ICONSTÃNCIA

Procurei o amor , que me mentiu !
Pedi à Vida mais do que ela dava
Eterna sonhadora edificada
Meu castelo de luz que me caiu